Quinta, 29 de Outubro de 2020 16:32
69 98133-2589
Capital CORONAVÍRUS

Ambulatório do servidor da Semusa atendeu mais de mil profissionais

Serviço foi implantado em abril para dar celeridade no acolhimento dos trabalhadores da saúde

01/07/2020 13h46
66
Por: Redação Fonte: COMDECOM
Divulgação
Divulgação

A Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), através da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA), instalou um ambulatório exclusivo para atendimento do profissional da saúde. O serviço foi implantado para agilizar e facilitar o acesso do servidor ao serviço médico.

O ambulatório do servidor foi instalado em local reservado, evitando exposição com os demais pacientes nas outras unidades. São três médicos para atendimento no ambulatório, onde os servidores têm acesso a consultas, exames, testes rápidos e também coleta de material para testagem de Covid-19, através do swab.

Além disso, a Semusa mantém o teleatendimento, através do número 98473-8282, para maior celeridade na proteção ao servidor da saúde. Os agendamentos são regulados conforme o fluxo estabelecido, otimizando os atendimentos de encaixes e potencializando a redução das demandas diárias.

“O fluxo de atendimento foi criado pela CIPA em conjunto com os estabelecimentos de saúde do município. Cada unidade é responsável pelo mapeamento dos servidores com suspeita e sintomas da Covid-19 e por repassar as informações ao ambulatório de Saúde do Servidor”, explica o presidente da Cipa, Valdir Alves.

Caso seja identificada a necessidade, o ambulatório também providencia o encaminhamento do servidor para atendimento psicológico, bem como o teleacompanhamento social, realizado por assistentes sociais.

Segundo Valdir Alves, são cerca de 50 atendimentos realizados diariamente entre consultas, exames e testes. Desde sua implantação, no início de abril, até o dia 10 de junho, o ambulatório do servidor realizou 970 consultas, 220 testes de swab, 310 testes rápidos e 220 teleacompanhamentos. A equipe técnica multiprofissional é composta por 15 pessoas entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, odontólogos, assistente social, fisioterapeuta, educador físico.

“Nosso objetivo é identificar precocemente aquele servidor da saúde com suspeita de coronavírus, disponibilizar atendimento médico, tratar e monitorar periodicamente a saúde desse profissional para que retorne às suas atividades sem riscos a ele, aos colegas e aos pacientes que procuram as unidades de saúde”, explica a secretária da Semusa, Eliana Pasini.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias